Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Menina de Três’ Category

-bolo_aniversario 5

Ontem foi um dia feliz. O Colégio Sagrado Coração de Maria aqui de BH (turma do segundo período) me convidou para um bate-papo na escola durante a feira do livro. Tive o prazer de conversar com uma alegre turminha de “meninos e meninas de 5” sobre o meu livro “Menina de 3”. Eles fizeram um projeto literário baseado no meu livro, e estavam de prontidão para me fazerem mil perguntas com um microfone colorido que as professoras Dani e Fernanda fizeram.

-Quanto tempo demora pra fazer um livro? Qual o seu próximo livro? Você estudou muito para escrever esse livro? A Menina de Três é sua filha? Quem fez os desenhos do seu livro?

Ah, delícia… Como é bom ter esse contato com as crianças. O parte dura foi ouvir de um aluninho, que ao ver minha foto na página final do livro,soltou essa pérola:

-Luiza, você ERA muito bonita!

=D

 

 

Anúncios

Read Full Post »

-Mãe… Chama uma garçon pra gente! – pede Júlia (10).
-UMA garçon??? – Bel(10) faz graça, enquanto nós três (ela, Juju e eu) ríamos na mesa.

Quem não gosta de ter uma melhor amiga na vida? A da Juju é a Bel, e quando ela resolve dormir aqui em casa (já comentei sobre ela no blog), a diversão é garantida, inclusive para mim (e, de quebra, para os leitores desse blog!)

Sexta à noite, as duas resolvem jogar o JOGO da VERDADE, a versão de tabuleiro desse jogo antigo (que eu jogava sem tabuleiro!) que envolve perguntas e respostas…

E Juju manda a primeira:
-Você e sua melhor amiga gostam do mesmo menino. O que você faz?
E Bel dispara, sem pensar duas vezes:
-Eu falo que vi primeiro e fico com ele! =)

O jogo não durou muito, na verdade. “Ai, só fala de menino!”, Bel reclamou. Mas o legal do jogo é que tinha uma história de pagar mico, do tipo: passe maquiagem só na metade do rosto, dance com uma vassoura, faça cataporas na cara com um batom e fique assim até o fim do jogo.

O resultado vocês já sabem: Demaquilante da mãe (que dó!) sendo utilizado aos litros!

No dia seguinte, levei Bel para almoçar conosco na casa da minha mãe. Júlia, como sempre, olha para a comida “diferente” e diz que não quer.
-BEL! – eu apelo – Você tem que ajudar a sua amiga! Você, que é uma menina viajada, que já foi para a Europa um tantão de vezes, explica pra sua amiga que se ela não souber comer coisas diferentes, não vai poder viajar nessa vida!
E Bel, com sua graça dos dez anos, me responde:
-Luiza… Todo lugar tem batata frita!

Read Full Post »

Queridos leitores,

Nessa semana que antecedeu o carnaval, tive o prazer de participar da semana literária na escola infantil “Trilha da Criança”, localizada no Bairro Anchieta, aqui em BH.

Tenho muito carinho pela “Trilha”, já participei desse evento algumas vezes, quando tenho a oportunidade de entrar em contato direto com meu público (ou seja, os “pequerruchos”), trocar ideias com os pequenos e, é claro, colecionar mais um bocadinho de pérolas!

E lá fui eu conversar sobre os meus livros, que depois ficaram expostos para venda e “autógrafo” da autora (rs) no campinho da escola.

-Luiza, de onde surgiu a idéia de escrever esse livro?
-Luiza, escritor ganha dinheiro?
-Luiza, por que você não ilustrou seus livros?
-Luiza, quantos anos tem sua filha? (Eles ficam curiosíssimos ao ver a foto da minha filha Juju na última folha do livro “Menina de Três”, que escrevi quando Juju tinha 3 anos).

Então compartilho com vocês algumas pérolas desse encontro…

Estava eu conversando sobre o livro “Bagunçado ou Bem Guardado”, que é o preferido das crianças de lá, e resolvi perguntar quem da turminha era bagunceiro, até que um garotinho de 7 anos me explicou:

-Os pais acham que a gente tá fazendo bagunça no quarto, mas não é isso… A gente tá é criando cenários para as brincadeiras! =D

Teve outro garotinho, de 5 anos (uma fofura de olhos claros) que me contou que nasceu na Dinamarca (onde tem neve) e que passou as últimas férias por lá.

-Eu passei as férias em 3 lugares, Luiza! Na Dinamarca, em “Conceição”, e na roça da minha avó!
-Ah, é? – perguntei – E de qual deles você gostou mais?
-Da roça da minha avó!!! Lá tem cachorro!!! =D

Rimos muito do garotinho e, no fundo do meu coração, achei lindo, pois criança é assim mesmo: uma simplicidade sem tamanho, e nós, adultos, somos os bobos que reforçam a ideia de que tudo tem que ser MEGA, grande e importante!

Para complementar nossas risadas, a professora me contou que já teve um aluno que só passava as férias na França, porque o pai era de lá. Até que um dia, o menino a procurou para desabafar:

-Eu não queria ter um pai que nasceu na França, eu não quero ir para lá toda hora, eu gosto mesmo é de Guarapari! =D

E aproveitando o assunto “praia”, estava eu conversando com a linda Mariah, aluninha da Trilha, quando a mãe me contou uma pérola da filhota durante as férias:

Ao observar o mar por um tempo, Mariah pediu:
-Mãeee!!!! Desliga esse “branquinho”!!!!

O “branquinho nada mais era do que as ondas se quebrando constantemente nas areias da praia… =D

Read Full Post »

Esse post é uma colaboração da Lidiane, minha amiga virtual… 🙂 Deixo aqui o e-mail que ela me mandou para a diversão dos leitores deste blog =D

Theodoro (4), na volta da escola:
-Mamãe, O Murilo acha que manda na sala, mas quem manda é a tia!
-Sim, Théo, quem manda é a tia Simone.
-Eu não mando em nada lá, nem eu, nem o Ian, nem o Mateus, porque a gente sabe quem manda lá. E eu sei quem manda lá em casa é você.
-É, Théo, quem manda lá em casa sou eu. Mas quando você crescer, é você que vai mandar na sua casa!
-É, quando eu ‘ser’ adulto eu vou mandar lá minha casa. Mas primeiro vai ser o Lucas (6) que vai ser adulto primeiro, então ele vai mandar primeiro.
-Não Théo, você vai mandar na sua casa, e ele na dele!
-É, eu na minha e ele na dele. E quando o Lucas ‘ser’ adulto ele vai virar meu pai e meu pai vai virar meu tio…
-Não, Théozinho. Quando o Lucas for adulto, ele vai ser seu irmão ainda e seu pai será sempre seu pai…

Ele nem deixou eu terminar e já saiu falando espantado:
-Existe irmão adulto????

Read Full Post »

Juju (9) agora está maravilhada com o cabelo.
Foram necessários 9 anos para que ela, enfim, realizasse o sonho de ter um cabelão.
Quando lancei meu primeiro livro, o “Menina de três” (Editora Letras Brasileiras), eu contei sobre vários de seus sonhos de 3 anos. Um deles era ter o cabelo looooooongo até o chão.

-Mãe, sabe qual é o meu maior pesadelo? – ela me pergunta hoje em dia.
-Não, Juju, qual?
-Cortarem o meu cabelo!

Pois é, a síndrome de Sansão pegou a Juju. Ela agora acha que todo o seu charme, poder e feminilidade residem no cabelão que ela simplesmente não para de escovar…

-Mãe… – ela me chamou ontem, quando estava quase dormindo.
-Quê, Juju?
-Fala sério, você não acha que o meu cabelo é um dos mais compridos e dos mais “preservados” da escola?

É isso aí, lá vai minha filha inventar um novo significado para ‘preservado’… Será que ela fez escova progressiva com formol e eu não estou sabendo?

Falando em cabelo, olha essa ‘pérola’ do Arthur (5):
-Mãe, quero ver sua trança..
-Que trança, filho??? – pergunta a mãe sem entender nada, até porque estava de cabelo solto.
-A trança que vc ganhou quando casou..
-Mas filho, que trança é essa, a mamãe não casou de trança!
-Essa, mãe!!!!! (e aponta com o dedinho para a ALIANÇA!!!!)

Mas não são só novos significados para velhas palavras que as crianças inventam… Mais legal é INVENTAR palavras, não é não?

Olha só outra “pérola” do mesmo Arthur:

-Mãe.. sabe a Ana Julia?? A Ana Julia Faria?? Então.. Ela foi no “podológico”!
-No zoológico, né, filho??
-Não, mãe… No “podológico”, onde não tem bicho…
-Ahhhaaammm… (isso é o barulho da ficha da mãe caindo!). Foi no PARQUE ECOLÓGICO!!!! (Lóoogico!!!!)

Read Full Post »

Oi pessoal,
Acabo de criar uma ‘lojinha’ no meu blog VIAJAR VICIA…
É um canal para encontrar todos os meus livros em um lugar só, e pagar em cartão de crédito ao invés de depósito bancário.
Fica aqui a dica.
O link é http://viajarvicia.blogspot.com/p/loja.html

Beijos!

Read Full Post »