Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘frases engraçadas de crianças’

-bolo_aniversario 5

Ontem foi um dia feliz. O Colégio Sagrado Coração de Maria aqui de BH (turma do segundo período) me convidou para um bate-papo na escola durante a feira do livro. Tive o prazer de conversar com uma alegre turminha de “meninos e meninas de 5” sobre o meu livro “Menina de 3”. Eles fizeram um projeto literário baseado no meu livro, e estavam de prontidão para me fazerem mil perguntas com um microfone colorido que as professoras Dani e Fernanda fizeram.

-Quanto tempo demora pra fazer um livro? Qual o seu próximo livro? Você estudou muito para escrever esse livro? A Menina de Três é sua filha? Quem fez os desenhos do seu livro?

Ah, delícia… Como é bom ter esse contato com as crianças. O parte dura foi ouvir de um aluninho, que ao ver minha foto na página final do livro,soltou essa pérola:

-Luiza, você ERA muito bonita!

=D

 

 

Anúncios

Read Full Post »

Arrumar a casa tem sempre seu lado bom, o de encontrar objetos perdidos, ou preciosidades como uma “coleção de pérolas” de coleguinhas da Juju, frases de 2011, que guardei e acabei não publicando neste blog!

Na ocasião, fui convidada para conversar com a Juju e seus coleguinhas sobre meus livros infantis (Se eu Fosse…, Bagunçado ou Bem Guardado? e Menina de Três). Pedi aos pais da criançada que me enviasse, naquele dia, frases engraçadinhas de seus filhos para que fossem publicadas no meu blog….

É isso aí, 4 anos depois, literalmente do “fundo do baú”, seguem algumas delas. Depois publico mais!

  • Quando Luísa Pessoa Rosa era bem pequena (mais ou menos 2 anos), ela adorava a cor vermelha. Tudo da Luísa era vermelho: roupas, arco de cabelo (tiara), bonecas… Se os pais falassem com ela que o nome dela era Luísa Rosa, ela logo reclamava: Não é não!!!! É Luísa “memelha”!!! (vermelha)
  • Quando Ivan Serva Lara tinha 3 anos, ele estava com a vó e queria mexer em alguma coisa. O problema foi que a avó não deixou, e logo Ivan protestou: Eu vou “compá” outra vó lá no “pomecado” (supermercado) e vou pagar com cartão de “inquédito” do papai!
  • Essa foi do Vinicius Miranda, lá pelos seus 4 anos. Seu irmão mais velho ia para a escola de transporte escolar, e o motorista se chamada “Seu Altino” (Sr.Altino). Quando chegou a vez do Vinícius usar o mesmo transporte, passou a chamar o motorista de “Meu Altino”! =D
  • E essa do Arthur Cunha Campos Duarte? Ele tinha uns 3 anos na época. Depois que sua avó lhe explicou que a gente não faz somente o que gosta, o rapazinho replicou: “Eu só faço o que eu gosto, o que eu não gosto eu não faço! No Brasil não tem regra, regra só existe no Japão!”

Ai, senhor!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Read Full Post »

IMG_20150426_130040162

Tem tempo que o Enzo não aparece aqui no blog. Ele é filho da minha prima Carol Meyer, que está sempre colaborando com o “Palavra de Criança” no Facebook. Para agradecê-la, fiz uma reunião das últimas pérolas desse menino “pilhado”, ou “espevitado”, ou “da pá virada”, para divertir vocês. São pérolas recolhidas pela mãe desse garoto…

Enzo: – Mãe, o que você acha que foi em outra vida?
Carol: – Acho que fui uma cigana bem doida!
Enzo: – Tá, agora você faz papel de dicionário e me explica! =)

Enzo: – Mãe, acho que tô meio “zezé” da cuca! =)

Enzo: – Tem que pedir para esse “São Bento” mandar chuva! =)

Enzo: – Mãe, porque vc só fica parada na praça, tem tanto brinquedo!
Carol: – Ué, Enzo, por que eu não sou mais criança!
Enzo: – É sim, mãe. Vc é criança no coração. (Fofa, essa…)

Enzo: – Mãe, quando vc ficar muito doente eu vou te dar um sino.
Carol: – Por que que eu vou ficar muito doente?
Enzo: – Não sei, mãe, mas quando vc ficar eu vou te dar um sino.
Carol – Por que um sino?
Enzo: – Por que sino é um clássico! Você vai poder me chamar ou chamar meu irmão com o sino.
Carol: – Putz. Eu vou ficar doente e muda?
Enzo: – Não, mas a gente não vai ouvir a sua voz…

Enzo e Victor (Seu irmão mais velho):
Enzo: – Victor, como que se fala lâmina afiada em japonês?
Victor: – Tramontina.

Read Full Post »

IMG_20141019_183640822

Final de semana é convite para arrumar a casa. Arrumar a casa é convite para nostalgia.

Mexendo e remexendo nos baús e caixinhas, encontrei um joguinho de frases e desenhos que a turminha de 2o. período da Júlia, minha filha, produziu quando estudavam no Lúcia Casasanta, aqui em BH.

Fiquei emocionada quando, mais uma vez, todas aquelas frases ingênuas e deliciosas da infância encheram meu coração de alegria. Na verdade, são perguntas sobre situações do dia-a-dia, questionamentos dessas crianças que, desde cedo, se preocupam em agir com ética, respeitar o outro e valorizar a boa convivência… Nada mais adequado nesse momento, quando estamos tão próximos de eleger nosso próximo presidente (ou presidenta)…

São perguntas que, ao serem lançadas para a turminha, fazem os coleguinhas pensarem…

Simplesmente não resisti e decidi compartilhar algumas com vocês… Boa diversão! =D

– O que você faria se o colega ficasse “preso” no banheiro? (Lucca P)

É certo colocar o pé na frente do colega quando ele está passando? Por que? (João P)

O que você faria se decepcionasse um colega? (Bernardo)

O que você faria se quebrasse o jogo de xadrez do colega? (Alexandre G)

Como ajudar o colega que quebrou a perna? (Thais)

Quando o colega quer brincar e a gente não quer, o que podemos fazer para alegrá-lo? (Gianlucca)

O que você pode fazer se ao abrir a porta machucar o dedo do colega que estava no chão? (Marina)

– O que dizer ao colega quando pisamos no pé dele sem querer? (Júlia Reis)

– O que dizer a um colega que ficou chateado com você? (Gabriel)

Talvez essa última mesmo os adultos tenham dúvidas para responder…

Boa semana a todos!

Read Full Post »

dia_das_criancas

Oba! Hoje é dia delas, que nos fazem tão felizes! E logo ontem a Giselle, minha colega de trabalho, mandou 2 novas frases da Letícia, sua filha, que tem uma lógica toda especial, por isso compartilho com vocês:

Ao contar, Letícia diz DEZ e NOVE (19) e DEZ e DEZ (para o vinte)!

Ontem a Giselle disse que ia colocar as roupas para bater e Letícia logo a corrigiu: BATER não, né, mamãe??? LAVAR!!!

E viva todas as crianças desse mundão! Hoje peço principalmente por aquelas que precisam de carinho e suporte!

Read Full Post »

Gabriel, 6 anos:
-Mãe, só velho que pode tomar refrigerante, né? Neném e criança não pode, porque faz mal, né?
-É, Biel…
-Então eu posso, né, mãe? Meus colegas me chamam de ‘véio’!

—x—

Luca, 4:
-Mãeeeee… Tô morrendo de fome!
-Ô, coitadinho, o que você quer comer, meu filho?
-CHICLETE!!!!!

Read Full Post »

Este post vai em homenagem à Júlia e, digamos, ao Joãozinho (não vou contar logo aqui o nome do menino que ela gosta, né?)

-Mãe, porque eu gosto do Joãozinho? Ele é tão diferente de mim…
-É, filha?
-Ele tem cabelo enrolado, eu não tenho. Ele tem olho preto, e o meu é castanho.
-Uai, filha, mas ele não tem que ser igual a você, não! O papai é igual a mim, por acaso?
-Ah, mas o papai é diferente! Você ama ele do jeito que ele é mesmo…
(ou seja, tenho que me contentar !!!! kkkkk)

Chegando na escola, Juju cruza com o Joãozinho na escada.
-Aiiii…. – ela diz ao pai.
-Ê Jurebis!!!!! – brinca o pai – pega uma colher aí para eu recolher você que tá toda derrentendo pela escada!

Como é lindo, lindo, esse despertar ingênuo e sublime do primeiro amor. Esse assunto me deixou tão, tão saudosa que deixo um video de presente (quem tem minha idade certamente vai entender!).

BEIJOS!

Read Full Post »